Logo Peça a Peça

Setembro

2022

Insígnia 

Terceira e atual insígnia das Servas de Nossa Senhora de Fátima, desenhada pela Irmã Maria Teresa de Jesus Dias que veio substituir a segunda insígnia, durante a década de 80, e se mantém até aos dias de hoje.

Insígnia SNSF

A terceira e atual insígnia das Servas de Nossa Senhora de Fátima é distinta das anteriores devido à sua simplicidade compositiva, representando de uma forma subtil a vocação alegre e de oferta generosa das Irmãs desta Congregação.

Não há registos que justifiquem o motivo da alteração da insígnia, porém sugere-se que a atualização foi uma demonstração do sentido evolutivo e modernizado da Congregação.  

Partindo da necessidade de atualização do símbolo, em 1979, foram pedidas sugestões ao Arquiteto Luís Sarmento de Carvalho e Cunha, porém, nenhuma foi aceite por não se considerar ir de encontro com a realidade da Congregação daquela época. Foi então que a Irmã Maria Teresa de Jesus Dias assumiu novamente a responsabilidade de criar um modelo para o novo emblema. 

Insígnia SNSF

Este modelo pensado pela Irmã Maria Teresa, ao contrário do projetado pelo arquiteto, apresenta grande simplicidade. Em prata de forma cruciforme, com uma lucerna rasgada e a expressão “ECCE, FIAT”, gravada no verso, que significa “Eis, faça-se”,
manteve-se unicamente o simbolismo necessário à sua identificação numa linguagem intemporal e moderna – e, por esse motivo, foi o escolhido para representar a consagração e pertença das Irmãs desta Congregação.

De uma beleza simplista e estilizada enaltece o significado simbólico da missão da Congregação, espelhando a disponibilidade pronta para o serviço de Jesus Sacerdote e com a Lucerna rematada com a chama acesa, demonstra a capacidade de irradiar o mundo de luz e de calor. A própria escolha do material, a prata, vai representar a pureza, a verdade e a fidelidade – todas qualidades inerentes à consagração religiosa.

Temos por emblema uma candeia acesa, que a nossa vida seja na verdade luz e chama ardente de Amor.

Lisboa, 9 de março de 1967.

Categoria: Alfaia litúrgica

Designação: Insígnia 

Data: Década de 80

Dimensões: 0,40 cm x 3,10 cm x 2,00 cm

Localização: Casa Madre Luiza Andaluz

Inventário: CSNSF/CMS.AL.0023

Este website utiliza Cookies, ao prosseguir com a navegação está a concordar com a nossa Política de Privacidade.