Logo Peça a Peça

Julho

2022

Vitrais da Capela

Vitrais geométricos em tons de amarelo e verde. Produção nacional em vidro soprado, possivelmente na Oficina Mendes durante os anos 70 ou 80.

Vitrais da Capela

O mês de julho marca na Casa de São Mamede o momento de ligação entre a espiritualidade e o cariz empreendedor da Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima. Aqui, a 6 de julho de 1934, apenas um mês após a escritura da compra da casa, já se tinham adaptado duas salas do primeiro andar para fazer crescer o que hoje é a Capela Principal e celebrava-se a bênção e primeira missa presidida pelo Senhor Arcebispo de Évora. 

Nesta mesma Capela, a 11 de outubro de 1939, dia da ereção canónica, nasce oficialmente a Congregação com a celebração dos primeiros votos de 25 Irmãs, entre os quais Luiza Andaluz. 

Motivos pertinentes para, este mês, abrirmos as portas desta Capela para dar a conhecer os vitrais que a integram.

Vitrais da Capela
Vitrais da Capela

Com características estilísticas e mecânicas de anos 70 ou 80, os vitrais, que circundam toda a Capela, seguem um padrão muito simples e geométrico, compatível com a beleza austera preferida pela Congregação. Seguindo uma linguagem simplista e, apenas com a junção de retângulos e losangos, atribuiu-se tridimensionalidade e dinamismo à composição através da mistura de vários tons de vidros em amarelo e verde no padrão, que deixam entrar pelas vidraças uma luz bruxuleante e acolhedora, neste espaço dedicado à oração e reflexão. 

Já este ano, durante as obras de adaptação para a abertura do Luiza Andaluz Centro de Conhecimento na Casa de São Mamede, também as portas francesas da entrada lateral da Capela receberam vitrais semelhantes aos já existentes, envolvendo-nos ainda mais no espírito deste espaço em diálogo com a restante casa. Durante esta fase, percebeu-se que os vitrais mais antigos são de fabrico nacional com vidro soprado e de muito boa execução, o que sugere que poderão ser produção da segunda ou terceira geração da Oficina Mendes, ainda hoje existente em Benfica.

Categoria: Integrado/Vitrais

Designação: Vidraças com padrão geométrico

Data: Possivelmente década de 70 ou 80

Localização: Capela da Casa de São Mamede

Este website utiliza Cookies, ao prosseguir com a navegação está a concordar com a nossa Política de Privacidade.