Logo Peça a Peça

Novembro

2023

Santa Bárbara de Nicodémia

Pintura de óleo sobre tela de representação de Santa Bárbara, de autoria desconhecida e datada de finais de século XVIII e início do século XIX.

Santa Bárbara de Nicodémia

Com a chegada do outono e as suas chuvas constantes, damos a conhecer, este mês, uma pintura sobre tela de representação da Santa que popularmente ficou conhecida como protetora durante tempestades e trovoadas – Santa Bárbara.

Santa Bárbara de Nicomédia, segundo a tradição cristã, nasceu na atual Turquia durante o século III. Filha única numa família abastada e pagã, acaba por ser fechada pelo seu pai – Dióscoro – numa torre, para evitar que fosse corrompida pelo mundo exterior. 

Com o passar do tempo, chega à idade de casar, porém, nega-se sempre a todos os pretendentes e o seu pai dá permissão para sair da torre.  Com esta saída, entra em contacto com o cristianismo e converte-se. Quando o seu pai descobre, denúncia às autoridades romanas, que a torturaram e consequentemente acaba por ser degolada pelo próprio pai. Como castigo, cai sobre a torre um relâmpago, que mata também o pai de Bárbara. 

Santa Bárbara de Nicodémia
Santa Bárbara de Nicodémia

Esta pintura apresenta características do neoclássico inserindo-se provavelmente entre meados do século XVIII e inícios do século XIX. O artista – desconhecido – representa Santa Bárbara como se fosse um retrato inserindo-a numa moldura pintada em oval, como uma jovem de estatuto social alto, vestida com tecidos fluidos e coloridos, decorados com debrum e pregadeiras em dourado, nas mangas e turbante. 

Numa postura e rosto sóbrio, Santa Bárbara, fixa o olhar diretamente no observador, enquanto segura os seus atributos delicadamente – com a mão direita a custódia que representa a sua conversão e com a esquerda um lírio, símbolo da castidade. Nesta interpretação é também coroada, que simboliza a recompensa eterna para os fiéis que foram martirizados.

No plano fundeiro, vemos a torre onde viveu grande parte da sua vida, podendo também em algumas interpretações simbolizar Deus como refúgio e sobre esta um relâmpago em tons de vermelho, que lembra a morte trágica de Dióscoro.

Do ponto de vista da conservação da obra, em 2022, juntamente com outras pinturas do espólio da Congregação, deu entrada no laboratório de Conservação e Restauro de pintura do Instituto Politécnico de Tomar. A obra tem sido alvo de intervenções de conservação e restauro, pelos alunos do instituto, reforçando a parceria existente entre esta instituição e a Congregação.

Fotografia de Fluorescência de Ultra violeta – antes da intervenção
Santa Bárbara de Nicodémia

Categoria: Pintura a óleo sobre tela

Designação: Santa Bárbara de Nicodémia

Autoria: Desconhecida

Data: Meados de século XVIII – início de século XIX

Dimensões: 72 x 54,5 cm

Localização: Casa São Mamede