Logo Peça a Peça

Abril

2024

Conjunto de Missa em miniatura

Conjunto de Missa em miniatura para brincar, feito de madeira, metal, papel, tecido e cordel, composto por missal, estante de missal, cálice, píxide, sineta, apagador e sacrário. Pertencia a Luiza Andaluz. Ele pode ser visitado habitualmente na Casa de São Mamede.

 

Conjunto de Missa em miniatura

A posse deste conjunto, entre outros brinquedos que as filhas dos Viscondes de Andaluz teriam, dá nota da catolicidade da família e da importância dada à Eucaristia. Esta “brincadeira”, a par da sólida educação cristã e da proximidade geográfica da Igreja do Santíssimo Milagre de Santarém da sua própria casa, contribuíram para a relação intensa de Luiza com a Eucaristia. Ela tornar-se-á um forte pilar da sua espiritualidade. Quando jovem, não sendo habitual na época a comunhão diária, nos dias feriais Luiza e a sua irmã Eugénia, iam às escondidas da família participar na missa em igrejas mais afastadas de sua casa.

Deste Conjunto de Missa em miniatura, faz parte um sacrário ou tabernáculo, que nas igrejas ou capelas serve para guardar o Pão eucarístico, consagrado na missa. Feita em madeira e tecido, a sua desproporção, relativamente ao tamanho das outras peças, fá-lo parecer um altar e induz a pensar que não pertenceria originalmente a este conjunto. A píxide ou cibório – taça grande, com tampa amovível, por vezes coberta com tecido, onde se guardam as hóstias dentro do sacrário – é uma peça também presente neste conjunto.

Conjunto de Missa em miniatura
Conjunto de Missa em miniatura

A estante de missal, em madeira envernizada, colocada em cima do altar, suporta o missal a ser utilizado pelo presidente durante a celebração. O missal é o livro de altar que contém os textos e orações fixas da missa, a serem rezadas pelo sacerdote. Esta miniatura é feita em cartão e papel. Existe também, feito de papel, as sacras – nome dado a um pequeno quadro contendo algumas orações, para ser colocado sobre o altar para ajudar a memória do sacerdote celebrante.

O cálice em miniatura, feito de metal, é o vaso em forma de taça onde é colocado o vinho; a patena em miniatura, também de metal, é um pratinho pouco profundo, normalmente dourado, onde se coloca o pão. Ambos, em momento próprio da missa, são consagrados em Corpo de Cristo. 

A sineta, em metal e com punho de madeira, é tocado durante o momento solene da consagração.

Na época, durante a infância de Luiza Andaluz, a missa era celebrada com várias velas altas sobre o altar. O apagador era, por isso, um instrumento de cana comprida que, anexa a um pequeno cone metálico, servia para apagar as velas no final da celebração, abafando a chama.

De 2 de maio a 28 de julho de 2024, este conjunto estará na exposição Não relíquias? relíquias? quase relíquias? O doutor Sousa Martins, o padre Cruz e a madre Luiza Andaluz, no Museu de S. Roque, em Lisboa.

Categoria: Escultura. Madeira.

Designação:  Conjunto de Missa em miniatura

Data: século XIX

Localização: Casa de São Mamede